24 abril 2007

subiu à montanha para orar


"Feito isso, subiu à montanha para orar na solidão. E, chegando a noite, estava lá sozinho". (Mt 14,23)

Jesus procurava intensamente o contacto íntimo com o Pai.Depois de atender multidões,curar os doentes,receber todos os que se aproximavam para O ouvir,para O tocar ,retirava-se para orar ao Pai.


Retirava-se para lugares calmos e solitários em que a comunhão atingisse a plenitude,sem conhecer horas de terminar.A oração era alimento para as jornadas de intenso ardor apostólico,de fadiga extenuante.Jesus encontrava-se com o Pai,buscava continuamente a Sua vontade.


Porque contemplava e orava podia fazer muitas coisas, sem que se interrompesse a corrente de amor e de obediência que o ligava a Deus:"Feito isso, subiu à montanha para orar na solidão.


"E, chegando a noite, estava lá sozinho". (Mt 14,23)"E despedido que foi o povo, retirou-se ao monte para orar". (Mc 6,46)"Mas ele costumava retirar-se a lugares solitários para orar". (Lc 5,16)

"Naqueles dias, Jesus retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a Deus". (Lc 6,12)


Na nossa vida de cada dia,no meio dos problemas que se me apresentam,envoltos que somos em fadigas e trabalhos é a oração ao Pai ,com Jesus e como Jesus, que nos faz enfrentar o desgaste dos dias apressados e rotineiros, dando-lhe um esplendor de transfiguração,promessa antecipada de tempos futuros


Jesus quando foi baptizado,no início da sua vida pública, orava e a sua oração atraíu o Espírito Santo e a manifestação do afecto do Pai:"Quando todo o povo ia sendo batizado, também Jesus o foi. E estando ele a orar, o céu se abriu e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba; e veio do céu uma voz: Tu és o meu Filho bem-amado; em ti ponho minha afeição. (Lc 3,21-22).


No início de uma nova tarefa,no chamamento para o cumprimento de uma missão,como Jesus oremos,para que o Espírito Santo nos anime a prosseguir e o Pai manifeste o amor que nos têm em seu perpétuo encontro connosco.


Jesus impulsiona os seus discípulos para com Ele e por Ele,procurarem o dialogo com Deus,na comunhão do Espírito Santo, que clama em nós:Abba,Pai (Gal 4,6).:"Num dia em que ele estava a orar a sós com os discípulos, perguntou-lhes: Quem dizem que eu sou?" (Lc 9,18)

"Passados uns oitos dias, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, e subiu ao monte para orar". (Lc 9,28).


Procuremos a oração comunitária ,como os primeiros cristãos que ,em conjunto ,eram assíduos à oração (Actos 1,14) e seremos assistidos pela mesma presença viva de Jesus (Mat 18,19).


Jesus entrega-se ,na angústia moral intensa da hora próxima da Paixão ,nas mãos do Pai:36. Retirou-se Jesus com eles para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.37. E, tomando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se.39. Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.(Mt 26-36,37,39)


No sofrimento,na solidão,na prova ,com Jesus e em Jesus, oremos ao Pai para nos fortalecer,quando tivermos que completar em nossa carne,o que falta à paixão de Cristo (Cl 1,24)

2 comentários:

elsa nyny disse...

Olá!

passei por cá!! Gostei deste teu cantinho!
Gostava muito de te convidar para fazeres parte do blog - http://oamordedeus.blogspot.com -
envia-me o teu mail para - nyny.sek@gmail.com -
Bj
:)

Paulo Costa disse...

Obrigado por me relembrar da importância fundamental que a oração e os momentos de contemplação e silêncio devem ter na vida de um cristão. Gostei muito do blog.